REANÁLISE DE BENEFÍCIOS.

Aposentados e pensionistas têm até dez anos após o primeiro pagamento para contestar o cálculo no INSS

Sabia que você pode ter o direito de aumentar o valor de sua aposentadoria ou pensão?


Muitos benefícios são concedidos com erros, seja por falha na análise do benefício, documentação não entregue na hora do requerimento ou mudanças na lei. Esses erros podem levar a concessão de um benefício com valor inferior ao que o segurado tem direito. Para corrigi-los, é possível pedir uma reanálise do benefício concedido.


Aposentados e pensionistas têm até dez anos após o primeiro pagamento para contestar o cálculo no INSS. Ignorar este prazo vai te prejudicar na hora de pedir uma revisão.


Mas lembre-se, que antes de ingressar com o pedido de reanálise do seu benefício é preciso fundamentá-lo, juntar documentos e cálculos que demonstrem que houve erro na análise do INSS.

Outro ponto importante é conferir a carta de concessão e a memória de cálculo. Estes documentos vão demonstrar o que foi considerado pelo INSS ao conceder seu benefício.


Contratar um advogado previdenciário pode evitar pedidos equivocados de uma revisão que possa diminuir sua renda.


Bem verdade que algumas revisões não têm prazo para serem requeridas, mas só haverá restituição sobre os últimos cinco anos. E não adianta esperar que uma correção seja feita automaticamente pelo INSS, mesmo que esteja em discussão na Justiça. O melhor é analisar cada caso e entrar com o pedido assim que for possível comprovar o direito à revisão.


Por isso, quem está perto de completar dez anos de aposentado ou pensionista não pode perder tempo.


Quanto tempo tem sua aposentadoria ou pensão? Você conferiu se foi concedida corretamente?

33 visualizações

O escritório Moraes & Silva Advogados está registrado na OAB/RJ sob a inscrição 17129

Volta Redonda - RJ

Rua  Gal.  Oswaldo   Pinto   da  Veiga,  nº 350, Sala 607 Pontual Shopping | Vila Santa Cecília | CEP 27260-140

(24) 3348-8441

  • LinkedIn
  • Facebook

© 2020 Moraes & Silva Advogados