Problemas que podem atrasar a sua aposentadoria e como resolvê-los!



É bem verdade que ninguém mais aguenta ouvir falar em reforma da Previdência. Mas também é verdade que muitos trabalhadores tem apressado seu pedido de aposentadoria. Porém, um pedido feito às pressas pode fazer com que a concessão do benefício demore ainda mais do que o normal.


1. Documentação incompleta

Indispensável que toda documentação esteja em mãos e em ordem antes mesmo de agendar o atendimento no INSS. Todos os documentos pessoais, além dos documentos referentes às contribuições previdenciárias, como carteiras de trabalho, carnês de pagamento mensais (todos) e/ou certidões de tempo de contribuição.


2. Cadastro de contribuições com erro

O CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) é um dos documentos mais importantes na hora da aposentadoria e é bem comum que apresente divergências de informações. O aconselhável é que o segurado consulte previamente um advogado especializado em direito previdenciário, para que este possa conferir de maneira correta o extrato previdenciário e verificar se existe alguma divergência nas informações. Havendo necessidade deverá ser providenciado a retificação das informações com a apresentação de documentos específicos.


3. Tempo de contribuição faltando

Confira quanto tempo de contribuição é necessário para o tipo de aposentadoria que irá requerer e quanto você já possui. No portal “Meu INSS”, é possível fazer essa simulação, mas lembre-se que pode haver divergência de informações. Se identificar que algum período não foi computado deverá requerer a retificação como já falamos.


4. Tempo especial para trabalho insalubre

O segurado que trabalha em condições prejudiciais à saúde pode ter direito a aposentadoria especial ou a uma contagem mais vantajosa do tempo de contribuição que pode antecipar sua aposentadoria. Para isso, precisa comprovar através de um documento chamado PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário. Este documento deve ser fornecido pela empresa onde o segurado trabalhou e traz informações sobre os riscos aos quais ele esteve exposto e por quanto tempo. Porém é bem comum que estes períodos não sejam reconhecidos diretamente no INSS, sendo necessário propor ação judicial.


5. Pedido por escrito

Para evitar qualquer desencontro de informações/pedidos, importante sempre requerer sua aposentadoria por escrito e não somente apresentar a documentação no dia agendado. Mesmo nas aposentadorias aparentemente simples, podem haver erros na concessão por não estar explícito tudo o que você deseja, o que pode lhe causar um prejuízo bem desagradável. Um advogado previdenciarista pode lhe ajudar a organizar o pedido por escrito.


6. Aposentadoria negada

Se o INSS negar a aposentadoria, o segurado não precisa fazer um novo pedido. Pode interpor recurso dentro do próprio órgão contestando a decisão ou imediatamente recorrer à Justiça. Apesar do INSS divulgar que não é preciso contratar advogado para requerer benefícios/aposentadorias, posso afirmar sem medo de errar que isso é uma covardia com os segurados, que iludidos com essa propaganda tem seus direitos preteridos diariamente. Por isso, oriente-se com um advogado especializado em direito previdenciário antes de solicitar qualquer benefício. Lembre-se que a sua APOSENTADORIA irá lhe sustentar no momento em que estará mais vulnerável.

16 visualizações

O escritório Moraes & Silva Advogados está registrado na OAB/RJ sob a inscrição 17129

Volta Redonda - RJ

Rua  Gal.  Oswaldo   Pinto   da  Veiga,  nº 350, Sala 607 Pontual Shopping | Vila Santa Cecília | CEP 27260-140

(24) 3348-8441

  • LinkedIn
  • Facebook

© 2020 Moraes & Silva Advogados