Aposentadoria do metalúrgico. Já fez o seu pedido?

A aposentadoria para o metalúrgico possui tempo especial de contribuição, pois há exposição habitual a agentes nocivos à saúde durante a jornada de trabalho.


Inúmeros são os agentes nocivos que trazem problemas à saúde do metalúrgico, por isso na aposentadoria para o metalúrgico poderá ser concedida após 25 anos de contribuição.


Entre as atividades profissionais do metalúrgico estão as dos:


Trabalhadores de aciarias, fundições de ferro e metais não ferrosos, laminações, forneiros, fundidores, lingoteiros, tenazeiros, caçambeiros, amarradores, dobradores e desbastadores; Operadores de pontes rolantes nos recintos de aciarias, fundições e laminações; ferreiros, marteleiros, forjadores, estampadores, caldeireiros e prensadores; Soldadores (solda elétrica e a oxiacetileno); Pintores a pistola (com solventes hidrocarbonados e tintas tóxicas); eletricistas e demais profissionais em trabalhos de exposição permanente nos locais.


Muitas vezes a aposentadoria especial é negada pelo INSS e os trabalhadores desistem do benefício, acatando aquela decisão como verdade. Com isso, muitas vezes esperam mais 5 ou 10 anos para fazer novo pedido, o que pode ser revertido através do trabalho de um advogado especializado em direito previdenciário.


O advogado previdenciarista pode verificar se aquele é realmente o melhor momento para requerer sua aposentadoria, demonstrando após análise da sua documentação e através de cálculos, quanto tempo de contribuição você possui e o valor aproximado do salário benefício que irá receber, evitando assim, surpresas desagradáveis.


Já teve seu pedido de aposentadoria negado pelo INSS? Nos conte como foi sua experiência!

31 visualizações

O escritório Moraes & Silva Advogados está registrado na OAB/RJ sob a inscrição 17129

Volta Redonda - RJ

Rua  Gal.  Oswaldo   Pinto   da  Veiga,  nº 350, Sala 607 Pontual Shopping | Vila Santa Cecília | CEP 27260-140

(24) 3348-8441

  • LinkedIn
  • Facebook

© 2020 Moraes & Silva Advogados